Microsoft Teched 2011

Vou escrever um pouco aqui sobre minha experiência no Microsoft teched 2011.

Para quem não conhece o teched é o evento técnico anual da Microsoft e ocorre em várias partes do mundo, sendo o teched no Brasil o evento para toda a América Latina e esse ano ocorreu de 29-30/09/2011.

Esse foi meu quinto teched, vou desde 2007 e acho que o evento, como qualquer um, tem seus pontos altos e baixos.

Esse ano o evento foi alterado passando de 3 dias para 2 dias. De acordo com a Microsoft o motivo foi a reclamação de pessoas/empresas devido ao fato de terem de se ausentar (ou não conseguirem) por 3 dias do trabalho. Isso fez com que tivéssemos mais palestras por dia e, consequentemente, as palestras durassem até mais tarde do dia. Outra mudança foi o fato de não ter havido o “Ask the Experts”, que costumava ser o momento onde alguns profissionais da Microsoft e da comunidade se reuniam em mesas com temas pré-definidos para discutir e tirar dúvidas com os participantes. Eu pessoalmente acho que o “Ask the experts” fez bastante falta, pois era o único momento onde as pessoas podiam conversar com mais calma sobre algum tema em específico com os palestrantes.

Bem, falando do evento em si, eu tenho uma visão que vem se consolidando. Ele não é feito para você APRENDER muita coisa por lá, em geral, você conhece algo novo em um produto, fica sabendo de alguma novidade, apende um detalhe novo, mas você não vai sentar na cadeira e alguém ministrar um “curso”, é bom deixar isso bem claro.

Não estou dizendo que o evento não é bom, mas que é preciso alinhar as expectativas. Para pessoas que, como eu, saem de MUITO longe e gastam uma quantia significativa de dinheiro com o evento, é bom ter seus objetivos no evento bem definidos.

Hoje em dia eu vou para o evento para aprender algo também, mas já sei que apenas algumas palestras irão atender a esse objetivo, mas também temos que lembrar que outras palestras abrem o caminho para algo que pode te dar novas oportunidades. Um exemplo? Eu tenho bastante interesse na área de Governança de TI e fui a uma palestra sobre System Center Service Manager (no caso, na versão 2012). Após a palestra (que foi muito boa por sinal, com um ótimo palestrante) vi que tenho bastante interesse no produto e que pode me abrir oportunidades. Tudo bem que eu poderia conhecer o produto por conta própria, mas uma boa palestra sobre o produto, destacando o que realmente importa, muitas vezes acelera bastante o processo.

Outro ponto bastante importante, e que termina sendo até o mais importante para muita gente, é o networking. Em um evento como esse é possível conhecer muita gente nova e até conhecer pessoalmente muita gente que você só conhece pela internet (e-mail, twitter, MSN, etc.). Não vou discutir a importância ou não disso, pois isso depende de cada um, mas para mim isso também importa bastante.

Eu pessoalmente acho que o nível técnico do evento deveria ser MAIS ALTO e caso você esteja se perguntando como isso poderia acontecer, já que já temos grandes especialistas palestrando no evento eu vou dizer. Um ponto que vejo que termina atrapalhando o nível técnico é o fato de que o formato do teched-BR tem de seguir o do teched-USA. Sendo assim, há muitas palestras que ficam “presas” e, aliado ao fato do palestrante não ter muito jogo de cintura (vou comentar isso melhor depois) a palestra termina ficando parecida com uma palestra comercial. Acho que nesse ponto a Microsoft poderia chegar a um meio termo para manter o formato do teched-USA, mas ainda assim dar certa liberdade quanto ao formato/conteúdo das palestras.

Outro ponto importante é a questão da escolha/acompanhamento dos palestrantes. Aqui vejo dois extremos. Há palestrantes que realmente metem a cara e tentam fazer algo interessante e há outros que parecem receber o PPT uma semana antes, olham rapidamente e no dia da palestra ficam lendo o PPT para lembrar dos tópicos. Eu pessoalmente já tenho minha pequena lista de palestrantes e tipos de palestras que nem me arrisco a ver, pois já sei que não serão boas. Posso estar parecendo radical, mas o interessante é que comentando com algumas pessoas durante esse último teched sobre alguns palestrantes a opinião era a mesma. Eu pessoalmente não consigo entender como um palestrante pode ir a um evento como esse e não se preparar da devida maneira. De nada adianta seguir o PPT como manda o figurino e não entregar conhecimento técnico e experiência prática que se espera de um palestrante.

Aqui tenho que lembrar que a culpa não é só da Microsoft, pois há uma avaliação das palestras e cabe aos participantes serem críticos o bastante e fazer uma avaliação correta.

Por outro lado, há palestras MUITO boas e alguns palestrantes realmente se destacam. Eu posso lembrar de cara agora de duas ou três palestras que me deixaram bastante satisfeito.

Por fim, tenho que falar da organização geral do evento. O teched ocorre sempre em São Paulo, onde fica a sede da Microsoft o que trás inúmeros benefícios e também dificuldades inerentes da própria cidade. Sendo assim, definir um local e organizar todo o evento certamente é uma tarefa muito árdua. Esse ano o evento foi novamente no ExpoCenter Norte e acredito que o local atenda muito bem as necessidades do evento. O espaço é suficiente para o evento, a estrutura foi bem organizada, as refeições eram boas, as salas eram legais. O único ponto que me desagradou quanto a organização foi o fato das cadeiras, tanto na general session como também nas salas, serem sempre colocadas MUITO perto umas das outras.. acho que isso poderia ser melhorado.

A general session em si sempre traz alguma surpresa, com algum tema em específico. Esse ano não foi diferente e teve como tema o filme TRON e ficou bem legal. Só achei que ela poderia ser um pouco mais curta, pois 3 horas sentado em cadeiras apertadas não é lá a coisa mais interessante.

Outro ponto a comentar foi a questão da internet.. foi divulgado que haveria WIFI disponível para uso no evento, mas eu pelo menos só conseguia utilizar na área dos stands e durante os intervalos das palestras.. nos outros locais a internet simplesmente não funcionava, infelizmente. Apesar de não ser algo primordial para o evento, eu achei que fez falta.

Resumindo, acho o teched um evento bem interessante e não penso em deixar de ir no ano que vem, mas acho que antes de ir você deve ver qual seu objetivo com o evento e alinhar bem suas expectativas, pois o investimento pode ser bastante razoável e não adianta ir e não encontrar o que esperava, mas com certeza o evento vale a pena. Você pode não conseguir a palestra dos seus sonhos, mas nada impede de fazer contato com um palestrante, discutir algo de seu interesse e fazer contato para manter a conversa, por exemplo.

Esse post foi publicado em Eventos, Virtual PASS BR. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Microsoft Teched 2011

  1. Parabéns boa visão e explicação!!!

  2. Pingback: Teched Brasil 2011 e Community Zone 2011 | Fabrício Lima

  3. Pingback: Microsoft Teched 2011! Eu fui o/ « Select [SQL Server] From Microsoft Where DBA = 'Cibelle Castro'

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s